Quando falta alguém

O casamento é um momento lindo no qual os noivos declaram o amor e a vontade de ficar juntos para todas as pessoas queridas. É uma delícia ter todo mundo ali, abençoando o casal e desejando as melhores coisas do mundo, mas quando falta alguém, a falta é grande e insubstituível.

É um desafio, cada um tem um jeito de lidar com isso e cada história é uma história, mas acredito que o melhor a ser feito é não deixar que a saudade e a ausência transformem esse dia lindo em um dia triste. Não estou dizendo que é fácil, chega a doer chamar de ausente alguém que, ainda que só no coração, continua tão presente, mas existem algumas formas de homenagear quem a gente ama e deixar essas pessoas mais pertinho nesse dia. É gostoso sentir que elas fizeram parte disso, não é?

Um objeto que ele gostava muito, uma flor preferida no buquê, alguma coisa que represente a história de vocês, uma foto, um prato no cardápio, um brinde, uma música, uma oração. As opções são infinitas e, na minha opinião, quanto mais pessoal e cheio de significado, mais bonito.

Colocar um relicário com foto no buquê é uma das formas mais comuns, especialmente quando quem tá faltando é o pai da noiva, já que a entrada na cerimônia é um momento tão importante para os dois. Eu fiz isso e amei ter feito!

Eu nunca tinha visto, e amei essa ideia de enrolar a gravata ou um pedaço do vestido no buquê! Varia um pouco do relicário comum e é uma homenagem linda e super pessoal!

Achei essa pulseira feita com a aliança a coisa mais linda do mundo!

Já vi em algumas fotos, especialmente em casamentos americanos, mas eu acho que pode ficar um pouco triste colocar velas ou reservar lugares para quem não está presente… Prefiro homenagens mais discretas e simbólicas, mas isso é uma opinião bem pessoal, né?

E esse bilhete carinhoso costurado dentro do vestido? AMEI!

Fazer um colar ou pulseira com um pedaço do vestido, e colocar fotos na abotoadura ou na lapela também são ótimas ideias!

E é claro que sempre tem as homenagens mais pessoais ainda, que só quem tá ali bem pertinho entende. A Barbara, por exemplo, quis casar de tênis para homenagear o irmão. Imaginem a emoção dela quando, na hora de entrar na igreja, descobriu que o pai e a mãe aderiram à homenagem? É muito amor!

E já que estamos falando desse assunto, não posso deixar de citar o vídeo do Guilherme Frejah que vi no Casando em BH. É, com certeza, uma das homenagens mais lindas e emocionantes que eu já vi na vida.

Espero que gostem!

2 comments / Add your comment below

Comente ♥