Post especial: Como eu descobri que estava grávida!

Fiquei muito em dúvida se esse assunto caberia aqui no blog… Confesso que até agora estou meio sem saber se deveria misturar minha gravidez com o mundo de casamentos que mostro aqui, mas tem sempre uma vozinha no fundo da minha cabeça que fala: “mas o blog não é sobre amor e tudo que acontece antes, durante e depois do casamento?“. Sim, essa foi a ideia e a proposta desde o início. Mostrar um pouco e tentar ajudar nos desafios dos preparativos para o casamento, desde as questões de relacionamento até os detalhes da decoração, e também da vida de recém casados que, na minha opinião, é uma das grandes mudanças da vida do casal. Então, depois de pensar e repensar, fazer enquete no Instagram (segue lá, tô mostrando tudo!) e pedir opinião para um tanto de gente diferente, decidi contar pra vocês como eu descobri que estava grávida!

Nós dois já falávamos muito sobre o assunto, já estávamos naquela fase de ficar babando com vídeos de bebês e de cutucar o outro na rua quando passava uma fofurinha ou alguém parava do nosso lado no restaurante com um carrinho. Sabíamos que era uma questão de tempo até a gente decidir que tinha chegado a hora da nossa família começar a crescer. Só faltava coragem…

Eu tomei anticoncepcional a vida inteira (desde o começo de 2007) e já estava começando a ficar preocupada por colocar tanto hormônio no meu corpo a tanto tempo. Já estava reparando em alguns sintomas que sabia que eram causados pela pílula e lembro que li dois posts super discutidos do Futilish (esses aqui, sobre pílula e outros métodos anticoncepcionais) e decidi que pararia de tomar isso no meu aniversário. Conversei com o meu marido, expliquei a situação toda e parei. Que alívio! Juro que foi uma das melhores coisas que já fiz e senti diferença em tudo logo no mês seguinte. Foi bom DEMAIS.

Isso foi em fevereiro. Daí pra frente, confesso que nossa vontade de ser pais foi aumentando (muito!), mas sempre faltando coragem pra ir em frente, afinal de contas são muitas mudanças, tem a questão do orçamento e tudo mais. Até que um belo dia, meu ciclo que era certinho atrasou. Desesperei, criei coragem e fiz um exame de farmácia (nunca tinha feito!) e… deu negativo! A grande surpresa desse dia foi o quanto eu e meu marido ficamos tristes e desapontados de ver só uma linhazinha lá no negócio. Nesse dia, em meados de junho, finalmente, percebemos que tava na hora e um bebêzinho começou literalmente a fazer falta aqui em casa.

Por causa de um início de ovário policístico, meu ciclo ficou completamente desregulado e não fiquei menstruada em julho e nem em agosto, logo depois desse exame. Fiquei meio desesperada, comecei a achar que tinha algum problema e fiquei super triste, afinal de contas, tinha acabado de decidir que queria engravidar e acontece isso, logo no mês seguinte… Fui à médica, fiz exames (de sangue e ultrassom) e estava tudo bem, a não ser por esse início de ovário policístico e uma vitamina D baixíssima. Tomei os remédios, fiz tudo direitinho e comecei a usar um aplicativo ótimo pra controlar o ciclo, chama Flo e eu tô usando até hoje na gravidez.

Até que um dia, no finalzinho de outubro, depois que estava tudo normalizado, atrasou de novo. Eu estava cheia de sintomas (e de esperança, confesso), seios doloridos, sono, cansaço e corri pra fazer um teste no dia seguinte. Negativo. Ficamos tristes de novo, comecei a ficar preocupada com o atraso, a pensar se não tinha resolvido o problema e pesquisei na internet (sei que não é a melhor coisa a fazer, mas quem nunca, né?). Lá falava que, pelos sintomas, eu podia ter tido uma ovulação tardia e sugeria repetir o teste em 15 dias. Não custava tentar. Contei 15 dias certinho (sou nerd) e daria bem no feriado de 15 de novembro, então comprei um teste e guardei pra fazer esse dia. Estava cheia de sintomas (e de esperança) de novo: seios doloridos, uma cólica diferente, muito sono e indo no banheiro toda hora. Acordei no dia 15 cedinho (era toda hora mesmo) e corri pra fazer o teste com a primeira urina do dia (que dizem que é a mais concentrada), avisei pro meu marido e ficamos os dois cabisbaixos quando só apareceu uma linhazinha no negócio. Ele me deu um beijo, disse que agora que tínhamos começado a tentar pra valer e que tinha certeza que conseguiríamos em breve. Deixei o exame em cima da pia e continuei lá sentada, triste, olhando pra baixo, já com mil minhocas na cabeça. Quando resolvi voltar pra cama (eram 6 da manhã de um feriado), dei uma olhadinha no palito de novo e vi uma segunda linhazinha muito fraca (muito mesmo), tão fraca que fiquei em dúvida se ela realmente existia. Mostrei pro Paulinho, que também ficou em dúvida e ficamos os dois lá, cheios de sentimentos misturados e sem saber o que fazer. Decidimos ir fazer um exame de sangue e, enquanto a gente trocava de roupa, a linha foi aparecendo um pouquinho mais. Não consigo descrever a sensação, nem o sentimento que eu tive naquela hora. Foi uma mistura de muita alegria, com medo, com adrenalina, com aquela sensação de estar sonhando, com vontade de contar pra todo mundo… Corremos para o Hermes Pardini e antes das 7 da manhã já estávamos de volta atualizando o aplicativo sem parar. Não aguentamos e já fomos logo contar pra minha mãe, minhas irmãs, minha sogra e meu sogro. A alegria ficou completa quando o resultado finalmente saiu (foi bem antes do prazo, mas pra gente, pareceu milênios) e tivemos certeza: tem um baby vindo pra completar nossa família e deixar a nossa vida infinitamente mais gostosa. Estamos ansiosos, maravilhados e muito, muito felizes.

Obrigada por cada uma das mensagens de carinho que vocês deixaram no Instagram quando contei por lá, tanto nos comentários, quanto nas mensagens. Fiquei emocionada de verdade! Muito obrigada também por terem preocupado, perguntado como estamos e por quererem fazer parte desse momento tão especial. Amei poder contar um pouquinho desse momento por aqui, mas confesso que como nunca fiz isso, ainda estou um pouco insegura. Vou amar se puderem me contar nos comentários ou lá no Instagram o que acharam desse formato de post e se querem que eu continue contando das primeiras semanas e da evolução da gravidez.

Vocês são demais!

Beijos,

Letícia e Baby, 10 semanas 

4 comments / Add your comment below

  1. Que história linda!!!! O amor e a história de vocês já era linda, agora, se multiplicando, vai ser mais bonita ainda! Felicidades papais! Que venha um neném muito saudável e abençoado, amor e titias e titios corujas não vão faltar! Beijos

Comente ♥